sábado, 4 de julho de 2015

Noite




Noite

Noite que acalma. Vento fresco.
As horas vão passando devagar.
Ouço cada batida do ponteiro.
Agora sei que hoje vou respirar.

Mesmo sofrendo por dentro,
Remoendo toda angustia da alma,
Hoje eu vejo que essa calma,
Tem relação com meu desespero.

Mas um desejo pontiagudo me fere.
Ademais da corola de espinhos,
Que carrego noite e dia sem descanso,
Por dentro tudo está confuso!

Ainda arrumando essa bagunça, leve
Vai meu desejo, seguindo difuso,
Em tua busca, buscar o remanso...
Na noite de vento fresco, menino!

Victor Hugo Neves de Carvalho



Um comentário:

  1. Parabéns.

    É com grande alegria que comunicamos a você.

    Escolhemos e Cadastramos seu endereço no nosso Top Projeto.

    http://mamute-extreme.blogspot.com.br/

    Veja suas visitas aumentarem muiiiiitooooo.

    O primeiro e único agregador de conteúdo real, de pessoas reais.
    Agregamos bons conteúdos, artistas, poetas, músicos, artesãos, dicas de tudo, blogs e sites de cidades e blogueiros fantásticos.

    Quando quiser, dê-nos a honra da sua visita.

    http://mamute-extreme.blogspot.com.br/

    Unindo Artistas, artesãos, escritores, poetas e pessoas com opinião.

    Assim todos acessam os links de todos e TODOS ganham. ;-)

    ResponderExcluir